Sempre observei o comportamento das outras pessoas. Elas se davam bem, juntas. Tinham um jeito parecido, faziam coisas parecidas, seguiam regras, leis e padrões dos quais eu nunca consegui me apegar. Eu simplesmente não me encaixava em nada. Em lugar nenhum, me sentia só e indiferente e isso me causava medo. Medo, por que eu me perguntava o que era e ninguém, além de mim, poderia responder isso, mas o pior de tudo é que eu não sabia a resposta.

O calvário de Clara.  (via carenciada)

(via carenciada)